Conselho Estadual de Trânsito - CETRAN RS

Bem-Vindo! 27 de Fevereiro de 2017, 22:00

Buscar
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Conselho Estadual de Trânsito - CETRAN RS
Brasão Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Imprimir   Fechar
Notícias
Presidente Luiz Noé - Foto: Milka Fontana
Presidente Luiz Noé - Foto: Milka Fontana

O Conselho Estadual de Trânsito esteve presente no evento dos Novos Gestores Municipais realizado pela FAMURS, nos dias 15 e 16 de fevereiro, no Centro de Eventos do Plaza, onde o presidente, Luiz Noé,  apresentou um painel sobre a Influência do Trânsito na Qualidade de nossas Vidas para os novos gestores. Na sua fala, abordou o processo de formação de nosso atual sistema, a introdução no Brasil de automóveis, a partir do Ex-presidente Juscelino Kubitschek, a implementação no Brasil de fábricas de veículos, priorizando desta maneira a cultura individual de transporte, e que hoje se tem como desafio, a questão da construção de uma malha viária que suporte a quantidade de veículos que circulam, porque infelizmente no Brasil o automóvel chegou antes das estradas e os novos  gestores tem o desafio de, mesmo no século 21, construir ruas e estradas que suportem a população.  O Presidente apresentou dados sobre o aumento da frota de veículos, que a população brasileira na última década cresceu 12%, sendo que o aumento da frota cresceu 138%. Há dez anos um a cada 10 habitantes possuía um automóvel, hoje quatro  a cada dez habitantes possuem veículos. Portanto, o modelo de transporte individualizado está chegando ao seu limite, pelo custo ou pela estrutura de nossas vias.

Falou ainda sobre o a sensação da impunidade, uma vez que os condutores refletem no seu dia-a-dia a certeza de que não serão punidos, bem como a falta da infraestrutura e a educação para o trânsito. Salientou que por esses motivos a taxa de alcoolemia ou o grande número de motoristas alcoolizados são significativos em acidentes. Ressaltou que, além da sensação da impunidade, temos hoje a cultura do recurso de trânsito, citou que em especial no CETRAN do RS, no ano de 2016, ingressaram 36 mil processos de recursos contra autos de infrações de trânsito. Disse ainda que,  por último e o mais importante, o desafio dos gestores é trabalhar a educação para o trânsito, pois uma questão é  a formação de condutores, formar pessoas para entender as regras de transito e ter o conhecimento mínimo sobre o veiculo, outra mais complexa é a educação para o trânsito, pouco trabalhada em nossas escolas e que deve ser iniciada nos primeiro anos de vida de uma criança.

“O prefeito tem a responsabilidade de cuidar de todos e esses desafios que estão presentes no seu dia-dia, além de pensar o futuro. O trânsito nos próximos dez ou quinze anos será bem diferente do que vemos hoje. Antigamente dirigir um carro era sensação de liberdade, de poder, mas em nossos dias pelo congestionamento, custo e violência, dirigir um automóvel não tem o mesmo sentido de alguns anos atrás, por esse motivo a valorização do transporte coletivo é fundamental. Nossos prefeitos tem a responsabilidade de pensar no futuro e descobrir novos caminhos.  O trânsito é o único lugar onde cada cidadão deve se preocupar com o outro”, salientou Noé.


Conselho Estadual de Trânsito - CETRAN RS

Expediente:
Av. Voluntários da Pátria, 1358
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
CEP 90230-010
Horário de atendimento: das 8h30min às 12h e das 13h30min às 18h de segunda à sexta.
E-mail: atendimento@cetran.rs.gov.br - Fone: (51) 3288-1801


site da Procergs

Expediente
Horário de atendimento: das 08h às 17h de segunda à sexta.
Rua Voluntários da Pátria, 1358. 6º andar, Ala Norte. CEP: 90230-010. Porto Alegre RS


site da Procergs